Atendimento Nacional
(21) 97673-0943
vendas.qualityrio@gmail.com

FAQ

Plano de Saúde Empresarial​​

A partir de 2 pessoas. Porém existem operadoras que exigem 3 vidas no mínimo ou mais e essas são a maioria.

Geralmente Cônjuge e filhos, mais para algumas operadoras de planos de saúde pode colocar pais e avós até 58 anos, netos, sobrinhos, irmãos, tios, bisnetos, sogros, genro, nora, padrasto, madrasta, enteado, cunhado e concunhado.

Não necessariamente. Tem que ter um titular pelo menos sendo ele sócio ou funcionário com pelo menos 2 dependentes.

A carência só é zero se o plano empresarial contar com mais de 30 pessoas mesmo que os titulares tenham doenças pré existentes. Algumas operadoras dá carência zero para empresas a partir de 21 vidas mesmo que haja carência pré existente também.

Na maioria das vezes a carência é zero, mas a operadora de plano de saúde poderá colocar na negociação uma carência e esta carência não poderá ser maior que a carência padrão.

Sim. Mas esse funcionário poderá cumprir carência contratual dependendo da quantidade de funcionários.

Não. São obrigados a fazer planos de saúde da mesma operadora. Escolhido o plano, os dependentes deverão ter o mesmo plano de saúde do titular. Mas uma empresa pode fazer planos diferentes para o mesmo CNPJ separando pela categoria como por exemplo: Uma operadora para os sócios, outra para os diretores e outra para os gerentes.

Não. A cobertura para todos os planos de saúde são iguais.

Não. O reajuste anual será definido pela sinistralidade média de todo o grupo mais o valor médio dos procedimentos médicos administrativos. Esse aumento poderá ser negociado entre a empresa e a operadora do plano de saúde.

Não existe um percentual definido. Cada empresa poderá descontar o julgar necessário ou não descontar nada.

Sim. Se o plano de saúde ou o seguro saúde e o funcionário tiverem mais de 10 anos de empresa poderá continuar o vínculo enquanto ele existir. Se for menos, a razão é de 1 para 1.

Se tiver pelo menos 6 meses, poderá continuar com o plano de saúde e deverá arcar com os custos. Basta ele entrar em contato com a operadora e solicitar a permanência.

Além dos estagiários, as operadoras aceitam funcionários que façam parte da administração da empresa através do contrato de prestação de serviço.

Plano de saúde familiar​​

Somente o preço, pois no plano de saúde familiar é mais barato, é exigido a participação do pai e/ou a mãe com ou sem dependentes. Quando entra somente um dos pais, é exigido a colocação de pelo menos um dependente.

Depende da operadora. Se a operadora aceitar o titular do plano pode solicitar a inclusão do neto.

Não. Só é possível colocar filho natural ou adotivo, pelo prazo de 30 dias do fato.

Sim, desde seja uma operadora reconhecida pela ANS e seja reconhecida pela operadora escolhida considerada concorrente e o plano escolhido seja similar.

Não. Isto é possível no plano de saúde empresarial entre os titulares onde cada titular escolhe seu plano. Os dependentes tem que ficar no mesmo plano do titular independente do plano.

Sim. Existem planos só ambulatoriais, onde só cobre consultas, exames e atendimento de urgência e emergência durante 12 horas. Existe planos só hospitalares onde só cobre cirurgias e alguns casos de urgência e emergência. E existe os planos que são ambulatoriais e hospitalares ao mesmo tempo e esses cobre tudo previsto pela ANS.

Cada operadora ou seguradora de planos de saúde tem vários planos para oferecer aos seus possíveis clientes, onde a cada plano de saúde tem uma rede credenciada diferente onde quanto maior o valor melhor a rede credenciada, ou seja, a diferença está no preço de cada plano, a rede credenciada. Quanto mais caro, maior é a rede credenciada de médicos, laboratórios e tem hospitais de alta complexidade, e os que trabalham com livre escolha, dão reembolso maior, além de outros benefícios como serviço de courier, seguro viagem e/ou plano odontológico incluso.

Plano de Saúde Individual​

Não tem limite. Mas esses tipo de plano de saúde é mais indicado para um pessoa.

Não. Melhor fazer um novo plano ou seguro saúde.

Poderá colocar filhos recém nascidos ou que foram adotados e com o prazo de 30 dias. Se decorrer este prazo, deverá fazer um novo plano e este terá uma nova carência.

Sim. Desde que a futura operadora ou seguradora entenda que o plano que vc estava é de uma empresa concorrente e o novo plano escolhido seja similar ao que vc tinha.

Na contratação poderá colocar parentes ou não parentes.

Sim. Será preciso tirar o CPF do menor de idade, pois todos os titulares são obrigados a ter CPF.

Quando for menor de idade e titular do plano (varia de operadora para operadora a idade do menor para fazer a consulta), as pessoas acima de 64 anos para algumas operadoras e as pessoas que tenha IMC maior ou igual a 35 independente da idade.

Índice de massa corporal. O cálculo é feito pela divisão do peso pela altura ao quadrado.

720 dias, ou seja, 2 anos para a patologia em questão. Para as outras patologias a carência é a padrão. Alguns planos de saúde fazem redução de carência.

Sim. Por fraude e por atraso no pagamento por 60 dias consecutivos ou não.

É aquela que a pessoa saiba que é portador ou sofredor na época da contratação do plano de saúde.

Coletivo ou Por Adesão​

Não. Os planos de Saúde Coletivo ou adesão são para categorias profissionais ou entidades de classes.

Não. Todas as coberturas são iguais aos planos individuais, familiares ou empresariais.

Não. Portabilidade só nos planos individuais ou familiares.

Não. No familiar e no individual temos o reajuste pela ANS. O reajuste pode ser igual, mais não é regulamentado pela ANS.

Com a administradora de benefícios. A administradora será responsável pela contratação e administração junto a Operadora ou Seguradora de Plano de Saúde. Existe várias administradoras com um ou mais contratos. Cada contrato se refere a uma categoria profissional ou uma entidade de classe. Existe uma categoria profissional com mais de uma administradora e mais de uma operadora. A intermediação entre o beneficiário e a administradora é feita pelo corretor de plano de saúde.

Sim. O cancelamento é solicitado junto à administradora de benefícios.

Não. É necessário aguardar o início da vigência do plano de saúde por adesão entrar em vigência. Algumas vezes o cliente pode esperar até 30 dias.

  1. Anual – eles são feitos conforme a administradora de benefício determina. Independente do reajuste anual liberado pela ANS. Geralmente ocorre em meses programados. Ficam em torno de 10% a 20% aproximadamente. Podem ocorrer o reajuste ou não de acordo com a administradora de benefício;
    1. No caso da Qualicorp ocorre todo ano no mês de Julho. A MMS ocorre todo ano no mês de Julho.
    2. A QualiVida ocorre todo ano no mês de Maio.
    3. E independe se você acabou de fazer o seu plano. Mesmo que seu contrato não tenha feito aniversário. Mesmo que não tenha mais de 1 ano, ele será reajustado junto com todos os outros clientes. Contratos antigos ou não.
  2. Reajuste por mudança de faixa etária – Ocorre toda vez que algum titular ou dependente muda de faixa etária, independente do aniversário do contrato ou mês de reajuste programado da administradora de benefício ou operadora.
    1. Por exemplo: no mês de Julho o titular do plano fez 44 anos. Quando for no mês de Agosto o titular vai pagar pelo seu plano, o valor da faixa etária de 44 a 48 anos. No próximo mês, já vem a cobrança a partir do mês de Julho ou Agosto. Conforme dia de corte do boleto de cobrança da administradora ou operadora.

As faixas etárias são: 00-18 anos,  19

-23 anos,  24

-28 anos,  2

9

-33 anos,  34

-38 anos,  39

-43 anos,  44

-48 anos,  49

-53 anos,  54

-58 anos e por último 59 anos ou mais. Quando a pessoa passa de 59 anos não tem mais aumento por faixa etária. Somente o reajuste anual.

Também chamados de planos individuais.

 Os planos feitos direto com as operadoras, sem o intermédio de administradoras de benefícios, são reajustados conforme o percentual permitidos pelo governo. Todo ano a ANS divulga o reajuste liberado pelo governo.

 Geralmente ficam de 10% a 15% e são feitos nos aniversários dos contratos. Independentes de quando o reajuste foi divulgado pela ANS.

Planos por adesão: Quando o cliente assina o contrato, ele faz o pagamento da primeira mensalidade, esse valor também é chamado de taxa de adesão ou angariação. Quando o plano entra em vigência, aproximadamente 20 ou 30 dias depois, período de análise do contrato, vem a cobrança de uma mensalidade. A administradora envia o primeiro boleto por e-mail ou pelos Correios para o dia da vigência.

 

O cliente, por pagar duas mensalidades até poder começar a utilizar o plano, tem uma boa redução das principais carências, para compensar a espera pela análise do contrato.

 

Sem ser por adesão coletiva:

 

O cliente paga a primeira no dia da assinatura do contrato e a vigência começa em aproximadamente 48 horas. Podendo começar a utilizar o plano mais rapidamente que os planos por adesão.

funcionam assim, dando o exemplo de querer fazer Qualicorp Sul América Saúde: